Um problema grave que nunca vem só

As baratas são comummente encarados como seres abjectos e agentes transmissores de doenças.

As Baratas são conhecidas pela propagação de doenças, tais como, alergias, salmonela, disenteria, gastroenterite, toxoplasmose, entre outras, uma vez que do seu contacto com alimentos, copos, pratos e outros utensílios resulta a contaminação das superfícies.

As “baratas domésticas” vivem nas residências ou no seu redor, procurando ambientes com condições propícias relacionadas com disponibilidade de alimento e abrigo (locais quentes, escuros e húmidos). Possuem grande capacidade de adaptação e resistência, podendo adaptar-se às mais diversas condições ambientais.

A capacidade de se reproduzirem rapidamente exige uma resposta rápida aos primeiros sinais de infestação pelo que é imprescindível o recurso a um serviço profissional, com a utilização de produtos e soluções especializadas, para uma eficaz eliminação da praga em todas as fases do seu ciclo de vida, evitando a disseminação.

O serviço de controlo e prevenção de baratas caracteriza-se pela avaliação e identificação dos locais com características favoráveis ao alojamento e consequente aplicação, manutenção e controlo das soluções, físicas ou químicas, implementadas.

Uma barata fêmea, produz um ovo-cápsula, chamado ooteca a qual transporta protuberante na ponta do abdómen.

A barata Alemã (blatella germânica) transporta-a por trinta dias. As restantes espécies, ao fim de um dia, depositam a ooteca em local escondido escuro e quente.

As ootecas das baratas americana e oriental, dão origem a cerca de 12 novas baratas cada, produzindo cada fêmea cerca de 600 a 800 novos indivíduos, por ano.

A ooteca da barata alemã dá origem a 30 novas baratas. Neste caso, cada fêmea pode dar origem a 30000 novas baratas por ano.

OOTECAS (OVOS) – As baratas podem transportar os seus ovos até quase à altura da eclosão destes, num período de 30 a 60 dias.

NINFAS E ADULTOS – Desses ovos saem ninfas que se vão desenvolvendo por mudas, durante cerca de 6 meses.

BARATAS EM COZINHA – Já adultas, infestam cozinhas, esgotos todas as zonas onde possam encontrar alimento ou abrigo. O seu tempo de vida varia de 7 a 9 meses.

Quando surgem baratas no interior das instalações, estes podem...
1.

Disseminar doenças

São portadoras de várias doenças perigosas, incluindo salmonelas, disenteria, gastroenterite e febre tifoide. Os excrementos das Baratas também podem causar eczema e asma.

2.

Contaminar os alimentos

Para além de contaminar os alimentos com a sua passagem e excrementos também libertam odor altamente desagradável que deixam nos alimentos e nos objetos em que tocam.

3.

Danificar produtos ou equipamentos

Baratas, podem destruir e danificar equipamentos eletrônicos, causar curtos-circuitos, incêndios em computadores, prejuízos em laboratórios, aeronaves, embarcações, etc.

4.

Degradação de infraestruturas

As baratas ajudam na degradação de residências e estabelecimentos, através da entrada pelos canos, ou por transporte acidental de áreas infestadas, tais como o interior de sacos de batatas ou cebolas, sacos de plástico, caixas de papelão, caixas de ovos, móveis, devido a sua grande atividade e produção de excrementos

Formas de prevenir o seu aparecimento

A vedação de todos os pontos de entrada pode ajudar a evitar a entrada das Baratas numa casa. A forma mais eficaz de controlar as Baratas é negar-lhes o acesso a alimentos e água.
1.

Guardar os produtos alimentares em recipientes fechados ou sacos de plástico seláveis.

O ideal, é guardar os alimentos em recipientes herméticos ou sacos de plástico seláveis. Assim, mesmo se o alimento estiver contaminado por alguma praga que não viu, ela não conseguirá sair, impedindo assim a sua proliferação. Cole uma etiqueta com a data de validade.

2.

Manter limpo imediatamente todos os vestígios de alimentos ou líquidos.

Para que a limpeza seja efetiva, o ideal é retirar tudo do armário, passar aspirador de pó nos cantinhos e só depois disso aplicar os produtos de limpeza.

3.

Nos períodos noturnos, armazene todos os utensílios de cozinha

Lave imediatamente, ou arrume na máquina de lavar louça, todas as louças e todos os talheres sujos.

4.

Manter todo o lixo bem vedado em caixotes.

Não deixar sacos de lixo, ainda que bem vedados em caixotes dentro de casa/instalações por muito tempo. Colocar os sacos nos ecopontos apropriados, e higienizar regularmente os mesmos.

5.

Eliminar líquidos e vestígios alimentares na banca de cozinha

Limpar electrodomésticos e bancadas para remover todos os vestígios de gorduras.

Proteja a saúde dos que o rodeiam e a imagem do seu negócio.
Contacte-nos já e tenha a solução mais rápida, discreta e eficaz.

pedir orçamento grátis